sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Fecha a conta 2011

Saudações

Último dia do ano, todo mundo pensando no que melhorar, no futuro, aquela baboseira toda de ano que vem vou melhorar, vou estudar, vou fazer isso e aquilo...

Aham...

Eu como todo mundo estou pensando assim, mas sei que ano que vem será a mesma mierda de sempre haha.

De qualquer forma, ai vai minha tentativa desesperada de atualizar o blog, ou seja, vamos atropelar todas as postagens e fechar a conta de 2011.

A divisão dessa enorme postagem será:
1- Regionais,fecha a conta.
2- Brasileiro escolar, fecha a conta.
3- Aberto do BR Barrinha, fecha a conta.
4- Abertos

1- Regionais,fecha a conta.

Primeiramente sobre os regionais...
Faltou dizer que o feminino enfrentou Bauru na última e decisiva rodada. Nossa tática até então havia funcionado muito bem, ou seja, fazer 2,5 em todas as equipes. Contra Bauru mantemos a mesma ideia. Tentamos ainda viabilizar a ida da Kelley, qu e seria um grande reforço. Fiquei até as 2 ou 3 da manhã tentando, entretanto problemas de logística complicaram nossa vida. Então fomos com 3 tabuleiros contra 4! Era o que tinha praquele dia. A decisão de escalar a equipe com 3 foi por posicionamento de tabuleiros, cores etc.
As partidas foram tremendamente equilibradas. O equílibrio começou na doença. A Raíssa estava mal de saúde e como tudo que ninguém sabe o que é, o diagnóstico foi de Virose! A Carol de Bauru também tinha o mesmo problema.
A Carol ganhou de W-O do nosso tabuleiro fantasma. Ou seja, precisávamos que a Ana, sim ela voltou pro jogo decisivo, a Raíssa e a Jéssica fizessem 2,5 em 3! E elas realmente se esforçaram para isso, até minutos antes do término das partidas tudo podia acontecer. A Raíssa foi até onde conseguiu, porém o final de bispos de cores opostas era empatado. A Ana pressionou muito, porém no apuro de tempo acabou perdendo. A Jéssica lutou muito também, mas acabou empatando. O resultado dava a Bauru o primeiro lugar e, porque não dizer, a nossas guerreiras o segundo lugar!
Quero deixar claro que a decisão de 3 tabuleiros pra mim foi totalmente acertada. Era nossa melhor chance. O trabalho que as meninas deram as favoritas de Bauru não foi mole não. Parabéns as meninas de Sanca e a equipe campeã Bauru!
Já no masculino, lembro que na penúltima rodada venceram e mantiveram a vantagem de caso fizessem 4, ou até 3,5 eram campeões. E foi exatamente isso que eles fizeram, realmente sem sustos. Título merecido, apesar da quase escorregada na primeira rodada. Título que coroa uma geração promissora, e preguiçosa (rs) de Sanca! Parabéns a molecada que classificou pros abertos.

Assim se encerra mais um regionais, os fatos que eu ainda lembrar vão pro fim da postagem.

2- Brasileiro escolar, fecha a conta.

O Brasileiro escolar foi em São Sebastião do Paraíso. Fomos de carro, aliás eu dirigindo a Zafira do pai dos irmãos Bruno Animal e Gabriel: Oremos!
Não sei como, mas eu, Raíssa, Matheus, Lucas, Bruno e Gabriel chegamos vivos.
Sobre o desempenho do pessoal, ninguém conseguiu ir realmente bem. Os melhores foram o Bruno Animal e a Raíssa que conseguiram medalhinhas! O bixo teve um começo espetacular, com 2,5 em 3 se não me engano, mas depois rocou grande! Matheus e Gabriel foram conhecer MG rs.
Creio que o fato mais marcante desse jogos foi a gente ter se alojado em uma cidade vizinha, Itamogi, e a baladinha de 15 anos que teve no hotel! No salão abaixo dos nossos quartos rolava a festa e a gente no andar de cima, jogávamos Xadrez, violão, analisávamos partidas etc. Nesse ritmo nerd do Xadrez viámos o pessoal se embriagando do lado de fora...Sinceramente não sei se o papelão é dos bêbados ou da gente por ficar no Xadrez rs.

3- Aberto do BR Barrinha, fecha a conta.

Esse torneio eu posso dizer o seguinte. Sabe quando você sabe que não é pra sair de casa pra ir jogar, por diversos problemas extra Xadrez, fora o próprio Xadrez em si? Pois bem, eu me sentia assim, mas acabei indo! Não devia...
Meu desempenho foi pífio! Haha
Sobre os moleques, o Bruno foi conhecer Barrinha.
Rogani foi socializar.
Já o bixo foi em busca do rating dele! Que alías conseguiu de maneira convincente. Jogou bem, vencendo jogadores de 2100, 2000...E o rating dele saiu 1966, o segundo maior rating de jogador nascido em São Carlos, atrás apenas daquele mais fraquinho chamado Felipe El Debs rs. Aqui excluímos os capivaras estrangeiros, Rogani, Eugenio, e o autor dessas linhas.

4- Abertos

No abertos podemos dizer que Rogani foi socializar. A molecada foi pra não ser mais bixo no ano seguinte. Começaram bem, mas acabaram atropelados no fim. Abertos é realmente complicado.
O melhor fica pros fatos...

Fatos:

1. Bati meu recorde, escrevi essa postagem inteira em menos de 30 minutos e em poucas linhas.
2. Blog atualizado!
3. O regionais tinha muitos fatos a serem contados, porém obviamente já me esqueci.
4. O Brasileiro escolar foi divertido. O nosso Hotel era no meio do nada! Até macabro a noite. Nós éramos os únicos hóspedes!
5. Eu errei feio o caminho na ida graças ao GPS, O Bixo GPS’s system estava distraído até então, mas ele recalculou a rota e chegamos a MG.
6. A Jéssica não foi de última hora pro Brasileiro, porém eles emparceiraram ela até a terceira rodada rs.
7. O Bruno derrubou comida em uma de suas camisetas. Ao comprar outra, a vendedora tentou empurrar mais uma pra ele, ao que o animal respondeu seco: Tô de boa.
8. A dança/coreografia do trio Matheus, Bruno Animal e Gabriel foi algo que fez eu chorar de rir! Esse vídeo a Raíssa ainda não me passou. E eu pergunto porque ainda não chegou a minha mão? Rs
9. O Bixo enfrentou um tal de Kasparov em uma simultânea! Quando o GK parava na mesa do bixo as tiazinhas que estavam ao meu lado vendo a simultânea e que, por sinal, não entendiam bulhufas, iao ao delírio! Já eu sabia que a cada lance o Kaspa ia moendo nosso herói.
10. Aliás, a entrevista que o bixo deu pra globo, uol sei lá o que era, foi sensacional! Ao ser perguntado sobre a simultânea, o bixo disse algo do tipo (na linguagem dele): “é uma honra enfrentar o cara que é o melhor do mundo, se eu ganhar dele, nosss senhora saio pulando”
11. O bixo roubou a caneta do cara do lado dele na simultânea...vai curintia...
12. Nos abertos, pelas fotos que vi, realmente as meninas fizeram falta...
13. Teve um torneio grande aqui em São Carlos em algum momento do ano! Deu mais de 140 jogadores, foi uma experiência interesssante. A ideia foi homenagear o nosso amigo GM Felipe. Muitos deixam pra homenagear após a morte, inclusive fomos sacaneados por essa homenagem.
14. Segue um pequeno trecho de um email que recebi sobre esse torneio em homenagem ao nosso amigo GM;
Ahhhhh, Marcel, Marcel...

Ahhhhhhh, MARCEL?!?!?!

Me mande um gorila albino dançando ruba,

me mande um loveCar na minha casa tocando TELEFONE MUDO,
me mande uma foto do ronalducho imitando o Beto Barbosa (que é quase a mesma coisa que o gorila albino dançando ruba),

Mas não, NÃO, não me mande manter a seriedade num torneio In Memoriam do morto-vivo, mas ainda legalmente vivo, GM EL DEBS!




15. Depois desse torneio aumentou o número de participantes do clube! Vai entender rs
16. Estamos estudando a camiseta com o dizer TOMA VERGONHA NA CARA GABRIEL.
17. Afinal o moleque é realmente talentoso, mas extraordinariamente preguiçoso!
18. Quase me esqueci! O grande acontecimento dos abertos foi protagonizado pelo Lucas Parras Bixo!! Sabe-se lá como, mas pouco antes do início de uma das rodadas ele conseguiu travar o maxilar com a boca aberta! Ele não conseguiu fechar e causou o maior alvoroço com direito a atendimento médico, odontológico, ambulância, minutos perdidos no relógio e empate ao voltar a partida! Incrível! Imaginem ele tentando explicar o que tinha acontecido com a boca aberta? Imaginem a cara do Jayme Gimenez quando foi requisitado a ajudar? Eu se estivesse lá seria o primeiro a me cagar de rir.
19. Cansei de fatos, de 2011, de ter ganho fantásticos 3,45 pontos de rating no ano. FECHA A CONTA e que venha 2012.
Abraços
Marcel Utiyama

domingo, 25 de dezembro de 2011

Jogos Regionais Barra Bonita (parte 3-enfim)

Jogos Regionais Barra Bonita Parte 3

Feliz Natal!
Essa postagem estava pronta a algum tempo, mas meu ano foi bem conturbado! Segue abaixo a continuação da saga.

Saudações
Não mencionei antes, mas após a primeira rodada a Ana Laura nos abandonou. Ela estava enrolada com as coisas na faculdade e uma viagem que ela vai fazer pra França, humilde ela né?

O problema foi, quem colocar no lugar?

Tínhamos como titulares a Raíssa e a Jéssica e as outras 2 quem seriam?
Eram 3 opções, Letícia, Larissa e Júlia. As três ainda são muito inexperientes e a gente não queria jogar elas na fogueira, ainda não hehe. Por isso trouxemos de longe, muito longe a nossa pingueira Mari. Que veio diretamente de Rolândia pra Igaraçu e que me fez acordar de novo as 5 da manhã pra buscá-la na rodoviária é mole?

Inclusive, tive que acordar o Rogani que acordou bem mal humorado e lesado, pois mandou eu pegar a chave e ir! Mas, eu como um bom chato forcei ele a ir, afinal se eu acordei cedo todos tem que acordar!

Com a Mari em condições de jogo, precisávamos definir quem seria a outra escalada e dessa vez optamos pela Letícia.

No masculino, após empatar a primeira rodada, precisávamos de 4 a 0 nas duas rodadas que faltavam para sermos campeões. Por isso, escalamos a equipe por ordem de altura Sunye, Bixo, Animal e Gabriel. Aliás, o pestinha ficou de fora na primeira rodada, e dessa vez fomos com força máxima.

Apenas pra descontrair um pouco, nessa manhã lembro que joguei um match 1 0 contra o Bruno Animal, perguntem pra ele quanto ficou haha. E uns pings com a enroladora Mari, que, aliás, ficou ganha comigo, mas consegui enrolá-la!

Como o Rogani bem observou, nem ele e nem eu fomos citados na postagem anterior, então pronto, citei nós dois, assim nos achamos menos inúteis.

Em relação a molecada, ficou a manhã toda entre jogos dos mais variados no tabuleiro, jogo no celular do Rogani, vi até um Need for Speed no note do Rogani. Enfim, preparar alguma coisa mesmo só o bixo. Pra ele lembro que preparamos um bom tempo uma linha. Não deu tempo, fui preparando na Kombi e...Conclui que não sabia o que fazer na linha! Nessa hora como bom professor eu falei, joga Dh5 e se vira! Se fosse meu técnico só falaria: Sai logo das decorebas do cara que você é mais forte que ele sua galinha...Bom, um dia eu chego nesse nível haha.

Vamos aos jogos. No feminino, Raíssa, Jéssica e Mari venceram sem sustos. A Raíssa chegou a perder um peão, mas tinha uma compensação razoável. A Mari deixou passar um ganho de peças, mas conseguiu ganhar logo em seguida. A Jéssica jogou ao estilo malvada, ameaçou uns golpes canalhas e venceu. A Letícia estreou perdendo, o que é perfeitamente normal, afinal foi a primeira partida dela no ritmo pensado. Nessa situação acho que o atleta olha pro relógio e fala:
- Pra que tanto tempo assim?

De qualquer forma, o importante foi que vencemos o match por 2,5 a 1,5.
No masculino, tivemos partidas boas, disputadas. O Gabriel ficou a partida toda ganho, mas no final “sacrificou”, tendo que achar um golpe pra vencer a partida. O Bruno venceu. O Lucas ficou com par de bispos contra par de cavalos, mas não jogou da melhor maneira, pois foi deixando a posição ser fechada. Porém, achou planos bons e conseguiu o ponto também. O Sunye tinha uma posição melhor contra o Anderson de Lençóis, porém achava que daria muito trabalho vencer a posição e como Santa Bárbara já tinha perdido 1 ponto contra Agudos, esse empate já nos daria uma vantagem confortável para a última rodada, tendo em vista que faltava o confronto Santa Bárbara x Lençóis.

Fatos
1. Eu tinha escrito essa postagem logo após os regionais. Agora dia 25/12, em pleno Natal, não espere que eu lembre de algum fato!
2. Tem vários torneios a serem escritos, não sei nem por qual começo!
3. Pensei em encerrar o blog, mas pelo menos a postagem dos regionais vou até o fim!
4. Era pra postar o vídeo com as análises das partidas, mas formatei meu Note e perdi as análises!
5. Sem mais fatos
Marcel

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Jogos regionais Barra Bonita (parte 2)

Saudações.

Após a postagem inicial feita pelo Lucas Parras tentarei contar o restante sobre os jogos regionais.

Ao chegar em Igaraçu, a primeira coisa que devíamos fazer era decidir escalações e preparar o máximo possível nossos atletas para o jogo de tarde. Essa preparação na verdade consistia mais em desenferrujar um pouco a Ana, e aliviar a tensão do restante do pessoal.

Escalações definidas, fomos ao local de jogos. Lá o de sempre, reencontro com os amigos. Desde já mando um abraço pro pessoal de Bauru com os quais temos uma rivalidade, porém muito sadia e com muito respeito. Mando um abraço também pro pessoal de Igaraçu do Tietê que tive o prazer de conhecer esse ano.

A arbitragem desse ano foi bem melhor que do ano passado, também estava a cargo dos meus amigos Marius e Robertinho, isso me deixava bem tranqüilo. Pra quem não lembra a arbitragem polêmica do ano passado vale a pena olhar as postagens dos regionais do ano passado que postei há muito tempo atrás hehe.

Falando sobre o torneio, no masculino 4 equipes confirmaram participação: Lençóis, Saltinho, São Carlos e Santa Bárbara. No feminino também seriam apenas 4 equipes: Agudos, Bauru, São Carlos e Santa Bárbara.

Na primeira rodada, tanto no masculino quanto no feminino, nosso adversário era Santa Bárbara. Ambos os matchs foram bem equilibrados!

As meninas conseguiram vencer pelo placar mínimo 2,5 a 1,5. A Júlia (tem quem a chame de mini-Jéssica) estreou com derrota, a Larissa empatou em uma partida daquelas bem emocionantes, e as experientes Ana e Raíssa venceram.

Já no masculino, nenhuma partida tinha acabado depois de mais de 2 horas de jogo. Mais ou menos nessa hora eu avaliava as posições de cada um como melhor nas partidas do Sunye e Matheus e igual nas partidas do Lucas Bixo e Bruno Animal. Apesar de não ter certeza na vitória do match eu acreditava que ela viria mas...

O Bixo empatou, o Sunye venceu e o Animal perdeu (veja partida no vídeo, não sem antes ler minhas desculpas no parágrafo que antecede o vídeo), sobrou o mais inexperiente da equipe: Matheus!

Ele tinha um peão de vantagem, mas ganhar o final não parecia ser fácil, inclusive se jogasse mal tinha risco de se complicar bastante. Por isso decidimos que seria melhor empatar logo aquela mesa, pois teríamos vantagem no desempate na mesa 1. O Matheus decidiu seguir jogando, pois ele acreditava que dava pra converter o peão. Após muitos erros, ele acabou caindo em um final com um peão a menos, mas conseguiu aos 49 do segundo tempo empatar a partida. Aqui devo deixar claro que foi um erro do Matheus não ter empatado a partida, pois ele arriscou o trabalho de um ano inteiro nessa decisão, mas isso certamente veio da vontade dele de ganhar e da inexperiência dele. Creio que agora ele já sabe, capitão ou técnico mandou o jogador obedece! Creio que o Matheus também não sabia da vantagem no critério de desempate, mas ok, no fim tudo
deu certo.

O saldo dia foi bom no feminino, pois nossa tática era apenas, vencer o match! Não importava o placar. No masculino foi um pouco frustrante, com todo o respeito a equipe de Santa Bárbara que inclusive chegou perto de nos derrotar, mas acredito que tínhamos condições de vencer o match.

Após a janta analisamos as partidas e pela primeira vez vou me propor a fazer algo que eu disse que não faria com minhas partidas: analisar elas no blog. Isso eu mantenho, eu continuo não tendo partidas de nível pra ensinar nada haha. Mas as partidas da molecada creio que dá pra ensinar algo. Isso será de caráter experimental. Vou fazer em vídeo, pros preguiçosos não terem o trabalho de ficar clicando pra passar rapidamente os lances. Espero achar o equilíbrio certo na velocidade e profundidade das análises, as quais de início serão bem superficiais, pra molecada mesmo. Estou aberto a qualquer crítica e sugestão. Não vou analisar todas as partidas, tenham dó dessa pobre alma. Analisarei as que eu achar mais interessantes. Nessa primeira rodada vou analisar a do Bruno Ogashawara (animal) e uma posição da partida da Raíssa.







Fatos:
1. Batemos o recorde de bixos nesses regionais, ao todo foram 4: Rodrigo, Júlia, Larissa e Letícia.
2. Com todo respeito à Igaraçu, mas fatos engraçados me chamaram a atenção, o primeiro foi a torneira do banheiro ser curta e não despejar água no local correto.
3. Outra curiosidade foi o sinal invertido de Igaraçu em uma rua de duas mãos o sinal de quem vem pela direita estava na esquerda, eu não entendi o motivo!
4. O Rodrigo jogou ping com a equipe inteira de Saltinho e venceu quase todas!
5. Inclusive o pessoal de lá quase caiu da cadeira quando soube que ele era reserva.
6. A equipe tá muito nova, a Raíssa com 17 anos já pode ser considerada velha!
7. A partida da Larissa foi um perde e ganha absurdo, uma hora uma com peça a mais, daqui a pouco a peça se foi e a outra ganhava qualidade, mas no fim a bandeira branca foi hasteada.
8. Essa postagem não está nem um mês atrasada, o que pro caso desse blog significa dizer que ela está adiantada.
9. Fazer vídeos com análises das partidas cansa.
10. Tentei usar a música Sua casa caiu pra analisar a partida do animal, mas o que caiu foi minha paciência, não dá pra agüentar aquela música por 10 minutos não!


Obs se alguém já leu a postagem ou mesmo pra quem não leu, seguem as notas do animal na íntegra, sem nenhuma alteração:

Algumas notas minhas (Leia-se: Notas de Animal):

1- O Matheus realmente quase fo*** a equipe, mandaram ele empatar ele Não quise empatar, continuou jogando e quase, QUASE pos tudo a perder, na minha época (3 anos atrás), quando o técnico ou capitão mandou eu PERDER, eu PERDI, perdi bonito e rápido

2- Eu perdi porque quando eu perguntei se podia empatar pro Sunye, ele MANDOU (Zuera) eu continuar jogando, e ai v6 viram né, perdi (Desculpa de mau perdedor, mas...)

3- Lembrando o fato que quando começou a rodada, a TV do bar estava ligada e passando em alto som a novela Vale a Pena Ver de Novo, e atrapalhou minha concentração e por isso eu perdi

4- Quando eu andava para ver as partidas, quando o Matheus fez o lance que levaria ao empate, eu levantei os braços igualmente feito retardado e quando a gêmea 1 (Não sei quem é quem) fez um lance exclama, eu levantei os braços feito retardado, ela viu e me olhou como se eu fosse um Animal (De onde ela tirou essa ideia eu não sei)

5- O Lucas fazendo postagem é mais legal

6- A Ana vai pra França e vamos ficar seis meses longe dela e de sua raiva UHULLLL (Zueira, não me mata, por favor, Ana)

7- No vídeo que o Marcel fez sobre meu jogo (Não vi o da Raíssa, não tive saco pra tanto) ele tava com voz de quem acabou de dar o fiofó (Não me pergunte como eu sei como é quando alguém acaba de dar o fiofó)

8- Ainda no vídeo percebi que o Marcel fala né pra Cara***, eu contei 32 e perdi as contas

9- Ainda bem que o Marcel coloca bastante fotos né

10- Têm notas pra cac*** ein, acho que é mais do que o Marcel escreveu nesse blog no ano inteiro

11- Eu consegui finalmente jogar um jogo por mais de uma hora

12- Na parte "e as experientes Ana e Raíssa venceram.", deveria estar "As MUITO, mas MUITO experientes Ana e Raíssa venceram"


Abraços
Marcel

sábado, 6 de agosto de 2011

Jogos Regionais – Barra Bonita (parte 1)

Estou aqui em casa mexendo no computador quando resolvo entrar neste blog para dar uma olhada, e claro, está muito bem atualizado (<<< ironia) então resolvi escrever sobre esses regionais (pelo menos a primeira parte), pois Marcel Utiyama não veio no primeiro dia, pois estava no Paraná e chegou na manhã do dia 25. Além do fato dele não postar mais nada. ^^

Bom... Os jogos regionais ocorreram na cidade de Barra Bonita nos dias 25, 26 e 27 de julho, e neste ano foram:

Pela equipe masculina:
Eu (Lucas Parras), Marco Sunye (Coxa), Bruno Ogashawara (Animal), Gabriel Ogashawara, Matheus Esteves e Rodrigo (Bixo deste ano).

Feminina: Julia Miwa, Jessica Kado, Raissa Ogashawara, Ana Laura, as gêmeas Leticia e Larissa (Bixetes) e Mariana Pinho.

Foi também Bruno Rogani como uma espécie de treinador e o Vicente.

O ônibus estava previsto para sair de São Carlos por volta das 14 horas do dia 24 (domingo), e lá nós estávamos, mas graças a um jogador de tênis de mesa que atrasou um pouquinho, nós saímos as 15:30. Rogani resolveu ir de carro, que no fim das contas foi bom.

Chegando à escola, arrumamos as nossas coisas e ao observar o horário do café da manhã (das 7 às 9 horas), todos começam a xingar:
– São tudo uns ӫಏ¦#ᦔ͍%۞ quem faz esses horários! (Gabriel)
– São tudo uns Bobões quem faz esses horários!!!!! (Jessica)

Mas no final das contas, conseguimos tomar o café da manhã todos os dias, graças à janela que clareava de mais o quarto, e muito bom as cortinas transparentes kkk.

Jantamos então, e fomos aos nossos aposentos e lá fizemos o de sempre, jogamos alguns pings, tocamos violão e, mais tarde, algumas partidas de Australiana e simultânea só pra contrariar ^^ (Nota da redação: creio que o Lucas Parras queria dizer para descontrair, mas procuramos manter a postagem o mais próxima do possível da original), e graças ao bom Deus, tinha café da noite pra gente comer mais um pouquinho.

Por enquanto, nada de xadrez mesmo, mas os nossos objetivos nesse ano eram: no masculino ser campeão, pois Bauru (cidade que deu trabalho nos anos passados) e Jaú (que nos tirou o título dos anos de 2009 e 2010) foram disputar os jogos na categoria livre. Já no feminino, as meninas tinham uma chance menor de serem campeãs, o mais provável era o segundo lugar, pois Bauru tinha uma equipe forte e neste ano perdemos as atletas Denise e Mayra por que estão velhinhas e passaram da idade (a Denise fez mais falta que a Mayra kkk, Brincadeira).

Fatos:
1. O cara do tênis de mesa atrasou de mais, e nós cornetamos ele das 14:00 ate as 15:30;
2. A Ana e o Sunye dormiram um bom caminho na viagem (?!), mas nossa equipe fez questão de acordá-los. Mas a Ana foi sem querer, pois todos tinham medo de que ela quebrasse a perna de alguém ou algo assim;
3. A Jessica xingou mesmo as pessoas que colocavam os horários das refeições;
4. Parecia fazer mais sol no quarto de manhã, do que fora da escola ao meio-dia;
5. Ficamos alojados em Igaraçu do Tiete e os jogos eram em Barra Bonita;
6. O Marcel chegou na manhã do dia 25 batendo na porta e gritando, e todo mundo xingou ele;
7. As gêmeas Larissa e Leticia ainda não falaram, e o pior de tudo, é que eu só descobri que elas estavam junto da gente, quando entraram no nosso quarto e ficaram por lá;
8. Chegando à escola, fui dar uma volta junto com o Bruno Ogashawara para conhecer o local, então já estava escuro, pisei em um buraco e ralei minha perna e depois sai rindo de mais e me xingano, pois não vi a droga do buraco;
9. Não tiramos foto no primeiro dia, mas está ai a primeira foto do segundo, o resto fica para as próximas postagens;




Abrax!

Lucas Parras!

^^

terça-feira, 3 de maio de 2011

Torneio 21 minutos em Itu By Lucas Parras

Aqui quem fala é Lucas Parras (bixo) e escrevi esta postagem porque o dono do blog, esqueceu-se do blog, e ele também não foi a este torneio hehe, enfim... O campeonato ocorreu no dia 6 de fevereiro em Itu e reuniu mais de 200 pessoas. De São Carlos, foram Bruno Rogani (motorista), Gabriel Ogashawara, Mateus Esteves e eu. Saímos da cidade cedo, mas sem a certeza de que chegaríamos na hora, então Rogani pegou o caminho mais curto, que era uma pista horrível, com muitos buracos e correndo pra... Bom, chegamos um pouco cedo e fomos a um mercadinho perto do local de jogos, para comprar bolacha e salgadinho, que era em frente do estádio do grande Ituano Futebol Clube!!!

O torneio começa. Na primeira rodada Gabriel e Rogani ganham de W.O., Mateus perde e eu jogo com uma menina, que parecia estar passando mal, e perco também.
Segunda rodada e eu desta vez, ganho de W.O., Rogani ganha, Mateus e Gabriel perdem.
Vamos almoçar então. Eu, Mateus e Gabriel com um ponto (jogando muito mal) e Rogani com dois. Andamos mais ou menos uns 6 quarteirões e achamos um restaurante até que bom, pedimos uma refeição que dava para quatro pessoas, disse a moça, mas o que ela trouxe dava para alimentar umas 10 pessoas que comem normal, Rogani e Mateus mostraram força no garfo, eu um pouco menos e o Gabriel pegou o tantinho dele né.
De volta ao torneio , na terceira rodada todos perdem menos Mateus, que ganha de W.O. também!!!

Na rodada seguinte, a quarta, novamente apenas o Mateus ganha!!!( já é difícil acontecer isso em uma rodada, mas em duas e seguida! Tudo bem que na outra, ele ganhou de W.O.).
Na quinta rodada todos perdem, e ai então fomos escutar o clássico entre Corinthians e Palmeiras (que aconteceu também neste dia) no radio do carro de Bruno Rogani. Tocamos violão daí então e enquanto eu dava umas dicas para o Mateus, ganhamos publico! Uma velhinha e um bêbado kkkkk.

No torneio, eu e Rogani, que perdemos três jogos seguidos, e Gabriel, que perdeu quatro, ganhamos enfim, e Mateus perdeu após duas vitorias consecutivas. De tão mal que estava, tive que jogar com uma menina que não sabia mexer as peças em uma das ultimas mesas, próximo a em que jogava Gabriel.
Voltamos a escutar o jogo (sem gol ainda) e a tocar violão ^^
Na ultima rodada, eu ganhei rápido e voltei ao carro para escutar o jogo do Corinthians, quando o gol saiu, comemorei junto de Rogani (que ganhou também) e do bêbado que ainda estava lá hahaha. Mateus e Gabriel ganham também, e pela primeira vez fizemos uma rodada perfeita.
No final do torneio Rogani ficou com quatro pontos e o resto com três. O pior foi escutar o Mateus comemorando que ficou na colocação de numero 159, algumas posições a frente de mim e do Gabriel.


Fatos (para não perder o vicio):
1- No mercado em que compramos a bolacha e o salgadinho, eu e o Mateus tínhamos uma nota de cinqüenta e a moça do caixa falou que não ia vender porque não tinha troco!
2- Quase que o Mateus ia levar sem pagar então!
3- Todos ganharam um jogo de W.O.
4- Uma mulher veio pedir autografo para o Gabriel e perguntou quantas horas por dia ele treinava, ou seja, mais uma fã!
5- Além de ter de escutar o jogo do Corinthians no rádio, ele foi muito bom!
6-De dez torneios que Rogani joga, pelo menos oito ele faz quatro pontos.
7- Percebemos que tocar violão deve de ser mais fácil que jogar xadrez.
8- O almoço era grande mesmo!!!
9- Ao fim do campeonato, compramos bebida, salgados e sonhos e fomos comer em uma das três praças que passamos.
10-Não sei por que, mas meu nariz ficou branco enquanto comia o sonho!!! Será que o sonho era grande ou era outra coisa???
11- Itu tem muitas praças.
12- Zoei uma mulher na rua e ganhei uma aposta de dois reais!!! Uhuuu
13- Não levamos câmera por isso não tem foto, só essa daí que eu achei na internet.



Gabriel deixando o adversário nervoso ^^

Acho que é só. Abrax!

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Regionais: Última parte

Saudações

Já virou o ano? haha

Terminando a nossa saga...

Vou condensar o que ocorreu nos dois últimos dias de jogos regionais. Já entreguei o final da saga com a entrevista do Gabrielzinho, portanto vamos direto ao ponto.

Na rodada contra Igaraçu, promovemos a estréia do jogador de futebol Matheus Esteves. Apesar de ser jogador de futebol (haha), mostrou firmeza em sua estréia nos tabuleiros vencendo tranquilamente. O restante da equipe não teve problemas para vencer também, cravando o 4x0 que era nossa meta. Assim, para a última e decisiva rodada contra Bauru, teríamos a vantagem do empate.


Sanca 4 x 0 Igaraçu

Após essa rodada, teve o tradicional torneio de ping, o qual foi arbitrado pelo famoso André Jacóia. Eu estava tão fora de forma, e principalmente, tão desanimado com toda a confusão que havia acontecido nesses regionais, que nem participei. O Rogani, Sunye e o bixo jogaram. Mas, pelo que sei, todos tiveram uma participação ridícula haha.

Não lembro de termos feito nada de especial nessa noite. Se não me engano fizemos um torneio de ping entre a gente. Acho que foram dois torneios. Um de 3 (ou 5) minutos e um de 1 minuto. Um foi vencido pelo Rogani e o outro pelo Sunye. Eu não vi a cor da bola.

A última rodada, como sempre pela manhã, era decisiva. Pensamos muito sobre a escalação de Bauru e como deveríamos enfrentá-los. Nosso objetivo era empatar o match e ficar em segundo lugar. Jogamos com o Bixo, Sunye, Rogani e Gabrielzinho. Bauru entrou com Dodo, Saloti, Mangialardi e João. O João apareceu só nessa rodada de surpresa. Mas, surpresa mesmo foi o Gabrielzinho ter conseguido vencê-lo! O Rogani também conseguiu vencer em seguida confirmando nosso segundo lugar. Os outros dois lutaram por amor ao esporte, o Dodo venceu o bixo e o Sunye conseguiu escapar com um empate, sacramentando 2,5 a 1,5 contra Bauru.

Terminamos em segundo lugar, atrás de Jaú e a frente de Bauru.

Segundo lugar


Troféus

Voltamos ao alojamento e tivemos que passar a tarde toda por lá ainda. Nesse meio tempo, desocupamos o quarto e tivemos que ver aquela seleção de vermelho meio mala (conhecida como Espanha) vencer a copa contra os cavalheiros fair-play (da Holanda). Confesso, torci pra Holanda.

Jogador da espanha acerta uma forte barrigada no cavalheiro holandês

Após esperarmos muito tempo, embarcamos para Sanca (por volta das 8 da noite acho). No ônibus rolava o filme American Pye o último Stifler virgem. Por algum motivo travou e ficamos sem saber o fim. Mas, o que vimos garantiu boas risadas.

Como lembrança dos regionais e do alojamento segue o desenho feito pela Raíssa (inédito até então) e o vídeo gravado por mim, no qual o trio Bixo, Rogani e Mari tentam “tocar uma decente”.


Desenho da Raíssa retratando como era nosso quarto e o jogos em si.

video
Realmente eu quero sempre mais...

Fatos:
1. Matheus venceu na estréia, mas há quem diga que o cara era boxeador.
2. O Gabriel se recusou a tirar a foto em cima do pódio com o troféu de vice.
3. Será que vice é pouco pra ele?
4. Acho que o Sunye foi no lugar dele e aposto que cortaram a cabeça dele nas fotos.
5. Se fosse o Gabriel poderia nem aparecer, mas como ele é muito bonitinho, aposto que cortariam os outros, ou seja, o Gabriel poupou duas cabeças!
6. Falando em bonitinho, foi show quando ele entrou no refeitório e todas as mulheres em coro suspiraram: ownnnn que bonitinho.
7. Algumas apontaram...
8. Ai se ouvissem o que ele suspirou em resposta..
9. Algumas ouviram e mesmo assim acharam bonitinho!
10. Eu bateria!
11. O chinelo do Bruno ainda está lá no teto aposto.
12. O pessoal da música precisa melhorar, ainda não pago couvert.
13. Eles melhoraram um pouco no Paulista em Santos.
14. Mesmo assim, segundo o Matheus o vídeo foi bastante acessado no youtube.
15. Não tenho nenhum fato a mais pra escrever.
16. Acho isso uma puta falta de sacanagem (frase dita por alguém)
17. Vou xingar muito no twitter.
18. Chega!

Abraços

Marcel Utiyama